Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Fronteiras e Horizontes

Fiz esse blog para ir longe, até onde os olhos e o entendimento alcançam, porque as palavras ampliam os horizontes, e atravessam fronteiras quando fazem sentido. Você pode gostar ou não, mas o ideal seria comentar. Beijos!

Fronteiras e Horizontes

Fiz esse blog para ir longe, até onde os olhos e o entendimento alcançam, porque as palavras ampliam os horizontes, e atravessam fronteiras quando fazem sentido. Você pode gostar ou não, mas o ideal seria comentar. Beijos!

17
Dez18

CARTA PARA CAROLINA

Guerreira Xue

Querida Carolina Maria de Jesus

Sei que nunca vais ler isso, pois faz tempo que não estás mais entre nós. Mas gostava muito de dizer-te o apreço que tenho pelo seu trabalho literário nesse País.  Da tua grandeza, porque pesar de tantas adversidades em sua vida, você encontrou a dignidade na escrita. Uma mulher inteligente, negra e diligente. Do mundo você não levou nada, mas deixou seu legado. Uma riqueza.

 

“Muitas fugiam ao me ver                                
Pensando que eu não percebia
Outras pediam pra ler
Os versos que eu escrevia”


                                                                     Para custear o meu viver
                                                                     E no lixo eu encontrava livros para ler
                                                                    Quantas coisas eu quiz fazer
                                                                    Fui tolhida pelo preconceito
                                                                   Se eu extinguir quero renascer
                                                                   Num país que predomina o preto”

 

Áh minha querida Carolina, tenho tanto orgulho de você que te fiz minha patrona, na Academia Contemporânea de Letras dessa cidade, aonde tanto papel você catou. Tens agora o teu nome na cadeira de número nove, e de lá ninguém vai te expulsar linda rainha. E eu espero poder exalta-la sempre.

 

“Adeus! Adeus, eu vou morrer!
E deixo esses versos ao meu país
Se é que temos o direito de renascer
Quero um lugar, onde o preto é feliz.”

 

Podes renascer onde te prouver, porque aqui eu sei que ninguém irá te esquecer.

Um beijo afetuoso da Guerreira Xue/Hilda Milk

Patrona Carolina Maria de Jesus.png

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

E-book

E-book

Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

E-book

E-book

Sigam-me